Curiosidades

Como confeccionar seu próprio material dourado

Como confeccionar seu próprio material dourado

O material dourado é um grande artifício para o ensino da matemática. Com ele podemos iniciar conteúdos que envolvem o nosso sistema de numeração decimal e suas operações básicas (veja mais detalhes de como utilizar o material dourada no final do texto). Proem temos realidades diferentes nas escolas de nosso país e sabemos que nem sempre é possível adquiri um kit de material dourado por aluno e as vezes sequer por escola. Nesse sentido estamos propondo, como forma alternativa, a construção de seu próprio material dourado utilizando contas ou miçangas.

Veja como é fácil!

 

Material

Compre algumas contas, miçangas ou metros de medalhinhas (algumas já vêm unidas por um fio, como se  fosse um colar )

Essas são as nossas unidades.

Você precisará fazer no mínimo

  • 10 unidades
  • 10 dezenas
  • 10 centenas (opcional )
  • 1 unidade de milhar (opcional )

Como Fazer

Dezenas- barras: com um arame flexível, encaixe 10  unidades  e  entorte a ponta para que não escapem. Caso estejam unidas de fábrica, com a tesoura, recorte segmentos com 10 unidades cada.

 
 

Centenas- placas : junte 10 dezenas e as una com um elástico no caso das miçangas ou as cole sobre plaquinhas transparentes ou sobre papel cartão.

 

Não esqueça de separar algumas contas para fazer as  unidades.

Unidade de milhar– cubo: junte 10 centenas e as una com um elástico no caso das miçangas.

 

Pronto.  Agora é só brincar de aprender!

Autor, Eliane Lima

Um pouco mais sobre o material dourado!!

O Material Dourado faz parte de um conjunto de jogos idealizados pela médica e educadora italiana Maria Montessori, que se  dedicou à educação de crianças com deficiências e propôs mudanças nos métodos de ensino utilizados no início do século XX.Maria Montessori

O Material Dourado Montessoriano destina-se à  realização de atividades que auxiliam o ensino e a aprendizagem do sistema de numeração decimal-posicional e das operações fundamentais, chamadas algoritmos.

No ensino tradicional, as crianças acabam “dominando” os algoritmos a partir de vários treinos, mas sem conseguirem compreender o que fazem. Com o Material Dourado a situação é outra: as relações  numéricas abstratas passam a ter uma imagem concreta, facilitando a compreensão. Obtém-se, então, além da compreensão dos algoritmos, um notável desenvolvimento do  raciocínio e um aprendizado bem mais agradável.

Segundo Maria Montessori, a criança tem necessidade de mover-se e ter liberdade dentro de certos limites, desenvolvendo sua criatividade com experiências e diversos materiais. Um desses materiais foi chamado  inicialmente “material de contas” que, posteriormente, deu origem ao conhecido Material Dourado.

material douradoO Material Dourado é composto por mil cubinhos em madeira de 1 cm x 1cm (cada cubinho corresponde a uma unidade) , cem barras de 10 cm x 1 cm (cada barra corresponde a uma dezena), dez placas de 10 cm x 10 cm (cada placa corresponde a uma centena) e um cubo de 10 cm x 10 cm x 10 cm x 10 cm que corresponde a um milhar.  Este material em papel possui a limitação de não ser possível a construção do bloco, o que é uma desvantagem em relação ao material em madeira. Pode ser encontrado em http://www.wilsonbrinquedos.com.br/?page_id=70

Pode ser usado desde os anos iniciais do Ensino Fundamental . O professor, com o conhecimento que tem de seus alunos, saberá em que época poderá ser aplicado com o melhor rendimento.

O primeiro contato do aluno com o material deve ocorrer de forma lúdica para que ele possa explorá-lo livremente. É nesse momento que a criança percebe a forma, a constituição e os tipos de peça do material.

As primeiras atividades sistematizadas a serem propostas com o Material Dourado têm como objetivo fazer com que o aluno perceba as relações entre as peças e compreenda as trocas no Sistema de Numeração Decimal.

material dourado 2

Através das trocas, as crianças compreendem que, no Sistema de Numeração Decimal, 1 unidade da ordem imediatamente posterior corresponde a 10 unidades da ordem imediatamente anterior.

Com o intuito de conhecer o material durante algum tempo, os alunos brincam com as peças, fazendo construções livres. Muitas vezes, as crianças descobrem sozinhas relações entre as peças. Por exemplo, podemos encontrar alunos que concluem:

  • Ah! A barra é formada por dez cubinhos!
  • A placa é formada por dez barras!
  • Veja, o cubo é formado por dez placas!

material-dourado individual

O professor poderá sugerir as seguintes montagens:

  1. Uma barra;
  2. Uma placa feita de barras;
  3. Uma placa feita de cubinhos;
  4. Um bloco feito de barras;
  5. Um bloco feito de placas.

O professor poderá estimular os alunos a obterem conclusões com perguntas como

  • Quantos cubinhos vão formar uma barra?
  • E quantos formarão uma placa?
  • Quantas barras preciso para formar uma placa?

O professor poderá realizar um jogo de trocas, cuja compreensão é de agrupamentos de dez em dez, característicos do sistema decimal.

A compreensão dos agrupamentos na base dez é muito importante para o real entendimento das técnicas operatórias e das operações fundamentais.

Faça downlaod do artigo que trata da utilização do Material Dourado para o ensino da matemática e dos algoritmos.

Aplique, aproveite e compartilhe conosco os resultados.

matematicando
Eliane Lima, formada em Matemática pela UFPR
http://gehost.com.br

Deixe uma resposta